índice
 
CAMINHOS CRUZADOS – Teatro de Dança Galpão 1974-1981
No livro das Edições Sesc São Paulo, Inês Bogéa conta a história do espaço
fundamental para a consolidação da dança contemporânea brasileira


Antes da dança brasileira vivenciar a era de maturidade artística pela qual está passando, ela percorreu caminho em que o Teatro Galpão, espaço paulistano criado na década de 1970,se destacou ao abrigar uma efervescente produção cultural. Embora tenha nascido em meio ao pesado clima instaurado pela ditadura militar, o local foi berço da ousadia criativa e do experimentalismo da dança.

O livro Caminhos cruzados - Teatro de Dança Galpão 1974-1981, lançamento das Edições Sesc São Paulo, é uma preciosa contribuição à bibliografia sobre a produção em dança no Brasil. Suas páginas discorrem, com riqueza de detalhes,sobre a história do Teatro Galpão com fotos e cronologia completa.

Para escrever a publicação, a bailarina, documentarista, escritora e diretora da São Paulo Companhia de Dança, Inês Bogéa, realizou uma pesquisa meticulosa, reunindo depoimentos, programas de espetáculos, fotografias, vídeos e textos publicados em jornais preservados em arquivos públicos e particulares. O resultado é um relato da intensa programação desenvolvida pelo Teatro durante os anos de subvenção,abrangendo o início da busca pela autonomia e formação da identidade brasileira na dança, a modernização da linguagem e o nascimento de excelentes bailarinos, coreógrafos e preparadores corporais dentro do Galpão.

“Caminhos Cruzados” é parte de uma grande pesquisa que se iniciou na minha trajetória de bailarina e teve desdobramentos e ecos nos documentários e livros que produzo e na direção da São Paulo Companhia de Dança. Nos palcos e nos bastidores, nas palavras e nas imagens procuro sempre maneiras de dançar”, comenta Inês Bogéa.

A publicação também estabelece vínculos nem sempre visíveis. Como bem aponta a autora, nada no Teatro Galpão se deu de modo isolado, e a relação entre os criadores e as diversas áreas artísticas nas quais eles atuavam – esses “caminhos que se cruzaram” – acabaram por sustentar o programa estético e comportamental de toda uma geração. Geração, aliás, que até hoje continua ativa e fomentando a criação artística do país. Importante lembrar que em seu palco subiram grupos nacionais e internacionais, profissionais renomados e bailarinos como Marilena Ansaldi, Ruth Rachou, Célia Gouvêa, Ismael Ivo, J.C. Violla, Denilto Gomese o Sonia Mota. 

Na ocasião da primeira apresentação da obra ao público, em lançamento no Sesc Bom Retiro, será promovida exibição de imagens de trabalhos do Galpão que integram o processo de pesquisa da autora, com duração de 20 minutos. Logo após, Inês se une a personagens marcantes da história do Teatro Galpão - Susana Yamauchi, Célia Gouvêa e Marilena Ansaldi - para bate-papo com o público que precede a sessão de autógrafos.

Ficha Técnica:
Caminhos Cruzados - Teatro de Dança Galpão 1974-1981
Autor: Inês Bogéa
Editora: Edições Sesc São Paulo
Páginas: 136
ISBN: 978-85-7995-141-1
 
 

Refazenda fez